©2019 por Awí Superfoods

27.538.275/0001-30

AWI FRUTAS DA AMAZONIA LTDA

Rua Lisboa, 890, Pinheiros, SP, Brasil

A lenda de Awí

Antes de o mundo ser mundo, tudo era água, até surgir o Girador – um ser fantástico, feito de barro e lama. O Girador pairou sobre as águas e dele desceu Awí, um ser luminoso e encantado, que fora escolhido para liderar um novo povo.

Para acomodar os viventes desse novo mundo, Awí construiu sete cidades sobre as águas. O Girador, então, disse para Awí que ele poderia passear por sobre essas águas, mas jamais poderia se aproximar delas, nem sequer olhá-las!


No entanto, um certo dia, quando Awí contemplava o Sol, sentiu um forte desejo de olhar para as águas. Quando o fez, um rodamoinho se abriu, e, no fundo, Awí viu o barro de que era feito o Girador, e então, mergulhou para pegá-lo.


Ao tocá-lo, houve um grande desequilíbrio e desarmonia, e as cidades de Awí foram tragadas para o fundo das águas. Com isso, as partes sólidas do fundo dessas águas emergiram, criando os atuais continentes, mas também libertaram Anhanga, que são as energias espirituais que representam os males, como a inveja e a discórdia. Awí teve sua cabeça partida em três partes, dando origem aos reinos animal, vegetal e mineral; e as pessoas de seu povoado foram transformadas em energia e chamados de Caruanas.


O Girador, então, voltou e, para reger esse novo mundo que se formou sobre as águas, criou uma força chamada Patú-Anú, o Gerador das Energias, e plantou nessas terras a semente da vida: do homem, da mulher e de todos os seres viventes. Essa semente deu origem aos índios de Marajó, que passaram a cultuar as energias de Patú-Anú e dos Caruanas, o povo de Awí.


E nos dias atuais, com o planeta e a floresta sob ataque da vida moderna, Awí voltou para resgatar nas pessoas a conexão com a Amazônia e restaurar o equilíbrio com a natureza, por meio de uma alimentação regenerativa.


Texto baseado na lenda contada pela pajé marajoara Zeneida Lima da Silva.